Translate

9 de fevereiro de 2015

Style & Fashion Inspiration - Grammys 2015

It's RED CARPET TIME


Em dia de Grammys e de Bafta Awards 2015 decidi começar pelos Grammys. Os dois eventos aconteceram este domingo - os primeiros em Los Angeles e os segundos, em Londres - mas começarei por mostrar-vos aquela que achei mais alternativa, irreverente e ousada (algumas vezes, deveras assustadora!)

Vamos a isso? (Mas aviso que os feios são aos montes!)

Grammys

A melhor: Taylor Swift em Elie Saab, mostra que podes ser irreverente e diferente sem perder uma pitadinha de elegância. Ah rapariga com gosto!





A ousadia no uso da transparência que resultou foi a de Jessie J com um vestido Ralph & Russo. Do pescoço para baixo, ok. Do pescoço para cima, era mudar o cabelo e a cor do baton e a coisa (para mim, claro) resultava!



As piores das piores (esta é a secção que vos vai chocar/fazer rir/chorar). Coragem!

Para começar? Joy Villa! Nunca tinha ouvido falar desta senhora, até ver o seu vestido ontem. Decidiu enrolar-se num rolo de tapume laranja usados nas obras (podem adquirir a tela 50*1 em qualquer loja de ferragens. O mesmo já não acontece com o juízinho... quem sai com isto à rua, dificilmente encontra o juízo para o resto da vida). É uma daquelas imagens difíceis de esquecer...

(E ela está feliz, vejam lá.... )

Rihanna em Giambattista Valli Haute Couture ia para uma festa de crianças para servir de abajur principal, mas primeiro passou pelos Grammys para dar uma espreitadela. Feio que doí....



Mas também houve o smoking de Charli XCX. Aquele tipo de smoking que devia ter ficado quietinho em casa. Nem sei se fale do ar de mau e pouco arrependida que ela tem demonstrando que acabou de atacar um coelho cor-de-rosa para levá-lo como manta, do tecido lustroso com aparência baratinha, ou dos sapatos dois números a menos com o dedo maior numa luta para sair dali...


E a Madonna? Foi de.... Madonna! 


As transparências são lindas, e verdade, mas é coisa para não resultar com muita gente e de uma forma qualquer. O vestido de Meghan Trainor é a prova. Não me convence por causa daquela zona do peito, do transparência demasiadamente clara, ou do vestidinho curtinho e bem apertado por dentro. E pela cara dela, nem ela esta convencida.


Rene Marie canta jazz e fá-lo tão bem! Podem ouvir e comprovar aqui. Mas no que toca a estilo, já deixa muito a desejar. É o relógio da natação, a estola que nada tem a ver com o resto, é o cabelo (mas é típico dela!), os sapatinhos à século XVIII e a medalha... Mas canta como poucas! Isso, ninguém lhe tira. 



A senhora do Pharrell Williams estava no ginásio, quando o marido decidiu recordá-la que tinham os Grammys. Passou por casa a correr, mudou de sapatos e sairam. (É a única justificação que encontro para isto.) 



E para finalizar temos os decotes em maminhas XXL. As da Lady Gaga, da Nicki Minaj e da Kim Kardashian West. Haja fartura de peito e escassez do resto que é tudo...


With Love, Ana Rosina


Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover