Translate

segunda-feira, dezembro 01, 2014

Inspiration - Tugce Albayrak

Às vezes é mais fácil olhar para o lado. Fazer de conta que não é connosco, fazer de conta que não existe, abnegar, ignorar.... É mais fácil, dizem... Será?

A inspiração hoje, chama-se Tugne Albayrak.  

Vinte e dois anos e uma vida pela frente cheia de sonhos, planos e desejos. Ao contrário do que dizem, o seu coração não foi "desligado" no dia 28 de Novembro, dia do seu 23º aniversário. A sua vida foi-lhe roubada no dia 15 de Novembro, quando corajosamente tentou libertar duas jovens de serem assediadas por três homens. Libertou-as da violência do assédio, mas não conseguiu libertar-se da violência física dos mesmos e sucumbiu. Sucumbiu heroicamente à violência de gênero. 

Este acto desumanização da humanidade não aconteceu na Índia, nem na Síria, nem no Iraque ou no Afeganistão... Este acto foi parido no coração da (tão desenvolvida) Europa, na  cidade alemã de Offenbach.

Segundo o que circula pela imprensa, o presidente alemão Joachim Gauck, irá conceder a Tugne o título póstumo, a medalha de mérito da república. E lá vamos nós (mais uma vez) tentar dissimular e mascarar o que aconteceu com uma medalha. Porquê? Porque esta medalha era absolutamente desnecessária e provavelmente nem era desejada por ela. Bastaria que aqueles que presenciaram este acto de selvajaria tivessem tido a mesma coragem cívica e moral que Tugne teve. Se isso tivesse acontecido, provavelmente os pais não estariam a receber uma medalha de mérito e Tugne estaria na normalidade dos seus dias e a continuar na luta dos seus sonhos. 

Há quem diga que é naif acreditar que o nosso lado solidário é superior ao nosso instinto de sobrevivência. Que Tugne é mais um anjo no céu demasiadamente bom para viver neste mundo. Não sejamos embuçados com estas palavras de conveniência para acalmar o nosso ser e o nosso ego,  pelo nosso acobardamento e fraqueza perante determinadas situações. Nós não precisamos de "anjos" no céu nem de medalhas no peito. Precisamos de bons corações dentro de corpos que circulam perto de nós.
Que haja quem continue a ser naif... Porque como li à poucos dias:


"The world is full of nice people.
If you can't find one, be one."


Tugne Albayrak, foi uma delas.



With Love, Ana Rosina

Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover