Translate

terça-feira, outubro 21, 2014

Inspiration - A força que temos, a que achamos que temos e a que precisamos ter

Existem pessoas muito fortes por aí. Mentalmente fortes e determinadas mesmo que isso esteja escondido por detrás de uma delicada maneira de estar, de ser e de viver. Pessoas com uma força emocional para lá da que sequer pensam que têm. Essa força mental e emocional pode influenciar o modo como se vive, tornando-se num forte aliado para a nossa felicidade e na nossa luta por ela. Por mais que não acreditemos, não existe uma receita perfeita para nos tornarmos pessoas fortes, mas existem os ingredientes certos à proporção de cada um de nós que podem tornar-nos ou não mais capazes nesta luta que é a vida. Não é fácil ser forte todos os dias. Para ser muito sincera convosco, acho até importante que de vez em quando nos possamos resguardar nas nossas fragilidades. Mas o mundo para lá daquela porta é dos mais fortes!... Sempre será. Por isso, hoje dar-vos-ei uma lista do que não podem fazer (pelo menos na maior parte dos vossos dias!) se quiserem vencer por aqui! 

Vamos a isso?

Caros amigos, as pessoas fortes:

Não guardam rancores. Guardar rancor é dar mais importância do que é devido ao assunto e fica a corroer-te a vida e a alma. Em vez de estarmos ocupados connosco estamos preocupados com as dores que os outros nos provocaram. Ora, se isso aconteceu só têm que perdoar (aos que pedem desculpa) e seguir em frente. Costumo dizer que "Perdoo mas não esqueço". É lema na minha vida. Porquê? Porque perdoar faz bem à alma, mas não esquecer poupa-te de caíres numa próxima. Vamos andando e aprendendo!

Não pedem por atenção e não se rebaixam. Precisar de atenção constante de terceiros é meio caminho andado para no futuro precisarmos de atenção alheia como combustível na nossa vida. Acreditem que se não for cada um de nós a dar atenção a si mesmo, a coisa vai tornar-se difícil no futuro. A insegurança e a resiliência emocional são coisas a descartar se quisermos fazer alguma coisa de bom por nós. A insegurança e a resiliência expõem-nos aos outros de forma a que depois as nossas defesas sejam esmagadas e intimidadas por pessoas que valem menos do que nós. Por isso não se esqueçam, nós bastamo-nos! 

Não deixam de acreditar em si. Eu sei, nem sempre é fácil! Os rodopios da vida as vezes baralham as nossas crenças. Mas é necessário conhecermo-nos, sabermos quem somos e sentirmos orgulho nisso. Temos que ser aquilo que gostamos senão não vale a pena. Temos que ser o que gostamos para acreditarmos completamente em nós! Não tens que ser transparente para os outros, mas é essencial seres transparente para ti. É essencial conheceres e aceitares-te de forma pacífica e corajosa. 

Não têm medo do desconhecido. Por mais que isto nos perturbe, a vida é repleta de momentos inesperados e surpresas. Umas vezes são agradáveis, outras vezes nem tanto. Apesar disso tudo, não podemos perder a coragem. Só temos que arranjar uma forma de voltarmos a focar-nos e seguir em frente. Porque muitas vezes o que está para além do que vemos é bem mais belo. Quantas vezes já seguimos na vida tremendamente assustados e depois percebemos que foi das melhores coisas que nos aconteceu?...

Não têm medo da palavra não. O não existe e não tenhamos medo de usá-lo. Se responderes sempre sim, não duvides que chegará à altura em que se esquecerão da tua opinião e a mesma já não contará. Dizeres que não muitas vezes é a forma de demonstrares que no teu pedaço quem manda és tu.

Não tem medo algum de amar.  Se amar alguém amedronta-te então fica a saber que tens medo de dar o melhor que tens a alguém. É claro que não tens que andar com o teu coração aos trambolhões, mas sentir-se seguro o suficiente para entregar a tua essência a alguém é a uma das maiores provas de segurança que podes ter. 

Não têm medo de serem felizes. Ser feliz dá muito trabalho mas é delicioso! A maneira como vemos e vivemos a vida é a base de tudo. A partir do momento que percebamos que ser feliz não é opção mas sim obrigação, a tua força interior estará ao rubro! Não tem que ser a dura realidade da vida a comandar as tuas emoções. A dura realidade é que terá que adaptar-se às tuas emoções! 

Se não tens medo de nada disto, parabéns! Se algum deste pontos assusta-te não te preocupes. Eu acredito que a força pode ser trabalhada e moldada a cada um de nós!...

Só tens que começar a fazê-lo agora, porque a vida lá fora não espera que te tornes forte. Ela segue. Então trata de acompanhá-la para que no final não te arrependas de uma data de coisas e para que bem lá no fim - que se quer longínquo - o saldo da tua vida não seja negativo!....


With Love, Ana Rosina


Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover