Translate

segunda-feira, abril 14, 2014

Inspiration - Eu não sou bem quem pensas...

Em Maio de 2013 escrevi um dos textos mais lidos do blogue. Sem acrescentar uma única palavra, volto a republicá-lo.
Há uma curiosidade imensa em saber se a aparência, parece. Se o que se revela, é velado.  
Digo-vos apenas que:

"As aparências servem então para aparecer, não para parecer. Servem para revelar, não para velar.
Não basta ser, é preciso parecer. E ainda bem que assim é."


Estou vinculada a vícios e a diversas formas de prisão interior. Sou dependente. No fundo sou uma fugitiva que tenta escapar de mim. Nunca estou satisfeita comigo e estou sempre a achar que poderia ser melhor do que sou. Por isso, fantasio formas de "escapar" através das quais posso pelo menos por alguns instantes, fugir e viver num paraíso artificial. Possuo sintomas como a incapacidade de aceitar a realidade. Sou exigente, não gosto que me meçam as forças ou que tentem passar por cima de mim como um camião. Não gosto que abusem da minha confiança apesar de muitas vezes não saber dizer não. Sei o que quero, mas não sei como dizer.
Como convivo com todas estas fraquezas? Não sei resolver este impasse e ás vezes sinto-me sem saída, encurralada nesta "dor". Sofro de um qualquer tipo de isolamento, de uma solidão que vivo como um castigo. E como salvação absoluta. Lamento-me e reclamo continuamente pelo facto de estar só, e passo demasiado tempo a questionar as causas e a descobrir o porquê deste meu infortúnio, tempo que depois considero uma total perda de tempo.
Analiso pouco cada situação com racionalidade antes de me envolver nas histórias. Após algum tempo, percebo à força o que não quis perceber. Já fui iludida. Depois descobri que o mundo gira e que levamos sempre o troco! Mesmo assim, enxergo um patife à distância. (O que é sempre muito bom!)
Sinto medo de enfrentar os problemas e hesito sempre que tomo uma decisão. Mas cada decisão que faço é feita com o coração. Não sou prática. Amargo sentimentos de insegurança generalizada, desconfio da minha própria sombra e às vezes condeno-me ao isolamento. Mas regenero nesse mesmo isolamento. Já me enganei por imaturidade, falta de noção e uma tremenda ingenuidade. Já tentei ser uma super mulher e desisti dez segundos depois. Nunca usei ninguém e detesto ser usada. Nunca fui desleal, traiçoeira ou inconfidente. Nunca me arrependi de não o ter sido. Sou do género de pessoa que perdoa.... Mas não esquece. Nunca.
Gosto de beijos inteiramente devotados e de abraços bem apertados! Tenho uma grande percepção extra-sensorial. Entrego-me completamente aos meus fies amigos. Às vezes acredito que trago comigo a lição e experiência dos que me antecederam. Acredito no invisível, no plano subtil,  na sensibilidade. Acredito na fé mesmo a duvidar dela e a negá-la a todo o instante.
Sou intuitiva, com uma percepção sensível. Gosto de romance, de afectividade, de arte, de criatividade, de sonhos, de fantasia, de ilusão e de confusão! Gosto muito do amor! Sou mutável e dispersa. Sou devaneio e ar vago... Sou sonhadora, emotiva, receptiva e indecisa. Sou positiva e negativa.
Aprendi que tudo tem um fim e que existe uma fronteira nos dois mundos. Que um mundo termina e outro deve começar dentro de pouco tempo. Nesse limiar, permaneço a sentir e a pressentir o que ainda virá, e o que já foi, tentando compreender a lição de que todos somos partes de um mesmo organismo, que não há separação.
Às vezes não sei por onde ando e para onde vou... 
Desejo tão somente o encontro de almas, mais nada me serve e não menos exijo. Sou instável e curiosa. Tenho um humor melhor do que muitos podem imaginar. Rio-me das minhas próprias fraquezas. Sou tolerante com os outros. Devia ser mais confiante. Devia só dar quando houvesse retorno...
Nasci para ser livre, mas preciso saber para onde voltar. Gosto do meu aconchego, do meu porto-seguro, do meu recanto, da minha paz, do meu silêncio. E isso, eu sei onde encontrar!...
A felicidade é um objectivo universal. É o meu também! E sou tão capaz de consegui-lo como qualquer outra pessoa. Só tenho que querer! E eu quero muito!...



With Love, Ana Rosina

1 comentário :

  1. És forte...apaixonada..corajosa e ambiciosa! Não te deixes vencer love...vais ver que brevemente tudo vai mudar, vais ter tudo o que queres e como queres :) as pessoas que são boas como tu...lutam mas conseguem tudo o que sempre quiseram...porque merecem ;)
    Love, P. <3

    ResponderEliminar

Pin It button on image hover