Translate

domingo, fevereiro 23, 2014

Inspiration - As coisas que aprendemos aos 30 anos


E são quase 31 anos! :-)

Li em diversos sítios que quem chegasse a meta dos trinta sentiria uma diferença ensurdecedora da casa dos vinte anos. Querem saber se é verdade ou mito? A resposta é.... Não! Não é mito. Podemos até ter tido a ideia de que a passagem para "trintona" seria o "fim de linha". Mas a "linha" define-se em grande parte a partir daqui.
É verdade minhas amigas, há muita coisa que muda. A pele, o corpo, o metabolismo, a lei de Newton entra em ação.... Mas descansem, nem tudo é mau! Há coisas que a idade melhora. Ou pelo menos aprendes a lidar com elas. Com a idade percebemos que o mais importante está para alem do que é visível em nós. E valorizamos exatamente isto.
É também verdade que não temos grande parte das ilusões, das expectativas ou dos sonhos que tínhamos aos 20 anos. E digo-vos, ainda bem! A vida muitas vezes precisa de novas ilusões, de novas expectativas e de novos sonhos também.

Mas querem saber o que se aprende? 

Aprendes que por mais chatos que os pais pareçam, eles são únicos e farão muita falta um dia;
Aprendes que a pergunta "Tudo bem?", em geral, é feita somente por convenção e não porque a pessoa realmente queira saber como estás;
Aprendes que os amigos não precisam de estar sempre junto de ti para serem teus amigos (os verdadeiros, estão sempre lá para ti!);
Aprendes que existem pessoas que aparecem como quem cai de para-quedas nas nossas vidas e que podem ser elas a fazer uma grande diferença na tua vida;
Aprendes que muitas vezes quem cala não consente. Só não quer discutir idiotices ;
Aprendes que não sabes tudo;
Aprendes a "caminhar" mesmo com medo;
Aprendes que só caminhas no caminho certo quando deixas de olhar para o que deixaste para trás;
Aprendes que pequenos gestos feitos com muito amor são melhores que grandes gestos por obrigação;
Aprendes que nunca deves ser o que os outros querem;
Aprendes que mudar não significa deixares de ser quem és;
Aprendes que deves ouvir primeiro o que tu tens para dizer e então ouvir os outros;
Aprendes que uma das melhores qualidades do mundo é ele girar e não parar nunca;
Aprendes que existe sempre um amanhã, com novos sorrisos, novos choros, novas pessoas, novas desilusões; novos sonhos;
Aprendes a rir-te de ti mesma;
Aprendes a ter os olhos mais abertos e uma boca mais pequena;
Aprendes que nada é, nem dura para sempre, nem o que é bom nem o que é mau;
Aprendes que não vale a pena guardar rancores, porque veneno alheio não é combustível para a tua vida;
Aprendes que os fracassos vêm sempre seguidos de novas oportunidades;
Aprendes que ganhar dinheiro é bom, mas saber utilizá-lo é melhor ainda;
Aprendes quem é melhor qualidade que quantidade ( e aplica-se a tudo nesta vida!);
Aprendes que o tempo não pára para te recompores de nada;
Aprendes que decisões tomam-se de cabeça fria;
Aprendes que consegues suportar e superar mais do que imaginas;
Aprendes que o amor é lindo sim! Mas só é lindo se encontrares alguém que te transforme no melhor que podes ser. Senão não vale a pena;
Aprendes que "preço" e "valor" são duas coisas bem distintas;
Aprendes que nunca se deve dizer nunca na vida;
Aprendes a cair e a levantar-te. Porque até os grandes já perderam um dia. “Aprendes a cair com classe e levantar-te com orgulho.”

E aprendes que ainda tens muito para aprender!

É!... Não troco a Ana de hoje pela Ana de à dez anos atrás. Descobri que ser "balzaquiana" até é bem bom!

(As "trintonas" sabem do que falo!)


With Love, Ana Rosina

Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover