Translate

domingo, abril 21, 2013

Inspiration - Confissões e confusões


"Não sei como é contigo, mas eu passei boa parte da vida a enganar-me. Sabes aquela coisa de fingir que tudo está bem, que não doeu, que está bom assim, que eu aceito, que aham, tá tudo ok? Pois é, isso realmente não é nada, nada bom...
Se doeu temos que falar. Se incomodou temos que explicar. Se está mau temos que ajeitar. Se estragou temos que consertar. Ou então deitar fora, entendes? Não dá para passar a vida inteira com as coisas entaladas na garganta, feito espinha de peixe que não desce e arranha sempre que engolimos.
Não estou aqui para ser boazinha com ninguém. Por sinal, esse rótulo incomoda-me. E muito. O que é, afinal, ser “boazinha”? É ser bonitinha, "cheirosinha", "amorosinha", "simpatiquinha", "fofinha"? Olha, chama-me de tudo, mas não me chames de fofa. E se não me conheces, por favor, não me chamas de “amada”. Não tenho que ser "boazinha" com quem não quero ser. É mesmo isso.
 (...)
 Aquela vida perfeitinha e bonitinha existe só naquela rede social que conhecesses. Lá, tem sempre uma festa agitada, uma foto cheia de efeitos, um sorriso constante, um prato maravilhoso. Lá, tens zilhões de amigos. Lá, vives tudo que queres viver. E não tens a menor intimidade com ninguém.
Eu gosto de beijos, abraços, pele com pele. Gosto do encontro. E, também, do desencontro. Os desencontros são importantes demais para mim. Neles encontramo-nos, por incrível que pareça. Com eles a aprendemos. O que sei é que não quero ser boazinha, nunca quis. É evidente que não sou uma "vaca alucinada" e que vive com a cara amarrada. (...) Converso, sou gentil.
Não tenho que vencer todas as batalhas. Não preciso cobrar-me demais. Não tenho que ser minha inimiga. Preciso entender e aceitar que não ganhamos sempre. E que não faz mal se as coisas dão errado vez ou outra. Sou a minha maior crítica. E posso ferir-me cruelmente quando quero. Por isso, resolvi aceitar-me e fazer as pazes comigo. Então, eu finalmente entendi que preciso ser como sou. Mesmo que isso não seja tão bom assim."

Clarissa Corrêa



With Love, ***

Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover