Translate

sexta-feira, maio 25, 2012

Inspiration - "Sou aquilo que não se vê"

"Eu não sou o que vês. Eu vou muito mais além das linhas que delimitam o meu corpo. Eu não posso me descrever. Nem posso me revelar. Talvez não entendas. Mas é assim que tem que ser. É assim que eu quero que seja. Descrever-me não bastaria. Seria inútil contar minuciosamente cada detalhe do que eu sou. 
Desnecessário. 
Tiras sempre as tuas próprias conclusões. Então deixo que pensem o que sou e o que não sou. Que me imaginem na multiplicidade de um ser humano. Que fantasiem. Porque eu também me fantasio. Às vezes. Porque na verdade eu sei o que sou. Apenas finjo não saber e faço que esqueço, só para sentir o sabor de ser o mistério. 
Mistério. 
Amo esta palavra carregada do que não se vê, do que não se sabe, do que surpreende. 
Mistério. Amo desconhecer-me só para depois me reencontrar. Me desbravar. E unir todas as partes de mim.
Eu não sou o que vês. Nem sou o que revelo. Revelo apenas a parte que te cabe, e que não cabe em mim. Apenas o que sinto premência de mostrar. Um pouco do leve e do angustiante, do bom e do normal que existe em mim.  Dou de mim o que acredito que tu podes receber, sem dor e sem sofrer.
Sou aquilo que só quem sente pode perceber. 
O que sou só quem vê de muito, muito perto pode compreender. Se não for assim, desiste. Eu não vou me revelar. Podes tirar as tuas conclusões. "

 Monalisa Macêdo

With Love, ***

Sem comentários :

Enviar um comentário

Pin It button on image hover